21 de jan de 2015

Estilo de Vida!!

Tem algumas coisas que escrevi a algum tempo que continuam atuais, e, hoje resolvi reeditar esse post que conta um pouco de como eliminei 14 kilos em 2010. Eu estou precisando ler muito isso de novo pra voltar a minha rotina, pois deixei que voltassem 9 kilos dos 14 que havia perdido.  Não, não é nada fácil abandonar velhos hábitos.

Ontem fui colocar uma bermuda e fiquei bem chateada comigo mesma por ter deixado isso acontecer. As roupas não estão mais cabendo em mim. As que entram estão apertadíssimas. Então resolvi ler meus rascunhos, manuscritos e procurar despertar em mim a motivação, aquele CLICK que fez toda a diferença no passado.

Como eliminei 14 kilos: Escolhi como ponto de partida a dieta dos pontos, porque ela me permitiu comer de tudo. Essa dieta ou reeducação como queiram consiste basicamente em contar/cortar calorias. Aliás, na verdade, dieta dos pontos, das notas, vigilantes do peso e assim por diante, no fundo tudo é basicamente contar/cortar calorias. O bom senso e o aprendizado leva a gente a fazer as melhores escolhas, e, dessa forma fui criando meu cardápio mais magro e mais nutritivo.

Café da manhã: Nunca deixei de comer pão, mas troquei pelo integral, centeio, 7 grãos, linhaça, sempre mudando pra não enjoar. Nunca deixei de tomar meu café com leite desnatado, mas aboli de vez o açucar e o adoçante. O pão foi sempre acompanhado de 1 fatia de queijo branco ou geleia normal não diet ou uma banana ou um ovo mexido ou requeijão ligth (tudo sempre bem pouco, a quantidade é que faz a diferença). E claro, não podendo faltar a porção de frutas. Mamão, ou melão, ou laranja.

Lanches manhã e tarde: Nessas horas comia sempre um iogurte, ou uma fruta, ou 3 bolachas de maizena, ou de leite, ou de aveia (belvita), acompanhado de um chá fica uma delicia. Tem dias que comia uma banana com aveia ou mix de castanha/amendoas/nozes. São tantas opções saudáveis para escolher.

Almoço: Comia de tudo, claro que não ao mesmo tempo...hehe... esse é o segredo. O cardápio era basicamente assim: 3 colheres de arroz integral, 3 colheres de legumes cozidos, 1 bife de frango grelhado, salada a vontade. Fica fácil montar o cardápio, fazia trocas diárias, o arroz pelo macarrão ou pela batata ou por um pedaço de lasanha ou por aipim, ou 2 panquecas, (nunca comia esses alimentos juntos em uma mesma refeição). Trocava as carnes também, um dia frango grelhado, no outro carne grelhada, no outro peixe. Estava sempre variando. Nunca fui muito de sobremesa, mas se por acaso batia aquela vontade, comiao uma saladinha de frutas ou duas ou tres colheres de sagu (minha sobremesa favorita nos restaurantes).

Jantar: Esse não tinha muita opção. Trabalhava das 14h00 as 22h00 então levava de casa o que comer, porque na cantina as opções eram mínimas (coxinha, empanados, salsichas ou salgadinhos industrializados). Levava sanduiche natural (duas fatias de pão integral) com muita salada, sem maionese as vezes com frango desfiado, outras com carne desfiada, ou peito de peru ou atum, sempre variando Para beber sempre um suco de soja ou um chá, ou água de coco ou café com leite. As vezes levava uma fatia de torta salgada de legumes, ou de frango ou de atum que eu mesmo fazia ou um pastel de forno de brócolis e por ai vai... quando estava em casa era sempre uma salada com alguma carne grelhada ou uma sopa.

Ceia: Sempre mamão papaia ou só um chazinho de camomila.

Durante: Comia de 3 em 3 horas sempre que possível, mas pra aquelas horas de fome fora de hora tinha  sempre uma água de coco, um damasco seco, uma barrinha de chocolate amargo 85% da cacau show (aquela bemmmmm pequenina), uma ameixa, e muita água (ótimos pra dar uma enganada na gula). Evitava ao máximo os produtos industrializados e os light porque tem muito sódio (sou de uma familia de hipertensos), e frituras aboli de vez. Não gosto de barrinhas de cereais, quando comia e isso muito raramente eram as de frutas. Tenho a maior sorte do mundo de não gostar de tortas cheias de cremes, de bolachas recheadas e de sorvete. 

Então é isso: Emagreci mantendo uma alimentação variada de mais ou menos 1.100 e 1.300 calorias diárias. Não tive um dia sequer de dor de cabeça ou fraqueza por conta da diminuição na alimentação.

Saia bastante, ia­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­ a passeios com a família, almoços com as amigas. Comia sempre a coisa mais nutritiva e menos calórica que tinha. Adoro peixe grelhado com saladas e isso me ajudava muito nos restaurantes. Nos cafés da família fazia uma escolha apenas, ou um pão de queijo, ou só uma fatia de pão ou bolo simples. A quantidade é que faz toda a diferença!!! Acreditem, funciona mesmo!!!!

Então: é isso que realmente funciona, ingerir menos calorias do que se gasta ou então manter o equilibrio!! Comendo coisas saudáveis e nutritivas.

O que deu errado que estou com 9k a mais?

Simples. Esqueci que a luta contra a balança é uma luta diária e continua. Não é porque cheguei onde queria que podia relaxar, baixar a guarda. Desculpas tenho muitas e com certeza poderia enumerar uma infinidade delas, mas nem que eu passasse o dia escrevendo me convenceria de que elas são as responsáveis por eu ter esquecido que não se trata de uma dieta com dias contados, mas sim uma mudança de hábitos e, mudança de hábitos é pra toda a vida.

Bora la então correr atrás do prejuízo!!! 

Vamos dar um novo rumo ao nosso estilo de vida??

Um beijo, muita determinação e controle sempre!!! E muitos CLICKS!!!!

Tereza